iPhones ultrapassam limite de radiação permitido pela FCC

O Chicago Tribune contratou um laboratório para medir a radiação emitida por alguns smartphones populares e descobriu que boa parte dos modelos iPhone ultrapassam os limites estipulados pela Federal Trade Commission (FCC), órgão regulador dos Estados Unidos.

O estudo mediu o nível de radiação absorvido pelo tecido humano com os smartphones da Apple em 5 mm e 2 mm, como se o aparelho estivesse no bolso do usuário. Os primeiros testes foram feitos nos padrões da FCC e apontaram resultados negativos em praticamente todos os modelos da Apple.

Em todos os casos, os níveis de emissão que mais assustam são os registrados no iPhone 7. O Chicago Tribune testou quatro versões do aparelho lançado pela Apple em 2016 e todos ultrapassaram os limites permitidos pela FCC. Alguns dos modelos chegaram a alcançar o triplo da radiação recomendada pelo órgão.

Fonte Chicago Tribune