Final Libertadores 2019 – Flamengo e River

Filipe Luís agradece festa da torcida do Flamengo, mas afirma: “Quero que seja depois do jogo”
Em bate-papo com jornalistas, lateral-esquerdo destaca lua-de-mel do time com a torcida e prevê jogo complicado contra o River: “Vai ser completamente diferente do que estamos acostumados”


“Não via o chão”. Motorista do Flamengo conta como foi dirigir no AeroFla e diz: “Imagina na volta?”
Seu Apolinário detalha viagem do Ninho do Urubu até o Galeão, relata reação de Jorge Jesus, emociona-se ao lembrar de 1981 e mostra confiança no bi da Libertadores: “Vai fechar a cidade”


Depois do primeiro treino em Lima, alguns jogadores do Flamengo falaram com a imprensa em uma zona mista montada no centro de treinamento da seleção peruana. Filipe Luís foi um deles. O lateral-esquerdo destacou a festa feita pela torcida na quarta-feira, no embarque da delegação rubro-negra, mas manteve os pés no chão: ele quer que a comemoração continue após a final da Libertadores.


Se você, torcedor, ficou espantado ao ver o AeroFla da última quarta-feira, quando o Flamengo embarcou para a final da Libertadores em Lima, no Peru, imagina o motorista do ônibus da delegação? O GloboEsporte.com achou José Vieira Apolinário, de 55 anos, para saber como foi aquela experiência de dirigir “sem ver o chão”, como ele mesmo relatou.


Borré enaltece confiança em poder de decisão do River Plate, mas elogia Flamengo: “Grande equipe”
Atacante colombiano vê Rubro-Negro com estilo parecido ao do Millonario e espera equilíbrio na decisão da Libertadores: “Os detalhes são muito importantes nesse tipo de partida”


Missão Lima: ônibus fica preso em protesto, e torcedores do Flamengo dançam com chilenos
No caminho para a capital peruana, depois de mais de três dias de viagem, rubro-negros precisam descer de ônibus para “participar” de protesto no Chile.
Na interminável viagem de milhares de quilômetros entre Rio de Janeiro e Lima, capital peruana, que começou na última segunda-feira, alguns imprevistos. O último causou um longo atraso. A quase 30 horas do destino, protestos de professores chilenos, depois da parada em São Pedro do Atacama, obrigaram os rubro-negros a mudar os planos e até a dançar. A reportagem completa com a saga será exibida no próximo domingo, no Esporte Espetacular.